Skip navigation

Solidão

Você chegou cedo à solidão compartilhada,

olhos ainda sonolentos. Sim, supus

ter-me libertado do inverno, já que

você trouxe cada réstia de luz.

Serei levado por algo doce – como se fosse

a origem de uns poucos instantes, de sonhos

e paixões (como Puck – brincalhão)

por seres e vazios – e sem tristezas!

A você, digo que dance; ao céu, banhe

com lágrimas meu rosto e olhos alegres,

mesmo que um suspiro de Puck me denuncie

por entre as árvores da imensa floresta,

e, brincadeira suprema, verta nos olhos

a mágica – ah, flor do Amor-perfeito!

Não há pétala tão suave quanto

teu nome… Então, sussurra-me teu canto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: